Vereadora Nanci Rafagnin atropela e joga em três times | Tribuna Popular

Vereadora Nanci Rafagnin atropela e joga em três times

Data: 20/12/2017 - 13:12 | Categoria: Política |   Bookmark and Share

Nanci Rafagnin Andreola que está no PDT, mas quer o controle total do Podemos.

No Podemos, Jahnke assumiu como presidente, o vereador Adenildo Kako ficou como vice; Rose Sawa, assessora de Jahnke virou a secretária geral; e Serginho Bavaresco que atuou como coordenador de campanha de vereador de Marcelinho Moura nas eleições 2016 foi escolhido tesoureiro do Podemos.

Por trás dessa manobra surge também o interesse da vereadora Nanci Rafagnin Andreola que está no PDT, mas quer o controle total do Podemos, assim indicou Samyr Gonçalves Domingos como primeiro vogal, seu chefe de gabinete na Câmara de Vereadores, Ricardo Ribeiro como segundo vogal e João Carlos Fagundes, como terceiro vogal na executiva do Podemos. Nos bastidores ela agiu fortemente para que Jahnke colocasse seu grupo na direção.

Amiga pessoal de Álvaro Dias, a vereadora Nanci deu todas as orientações para o golpe dentro do Podemos. Na verdade, ela já vinha preparando o ambiente para aproveitar a janela ano que vem e ingressar no Podemos a convite do senador. Esse editor tem uma gravação de Álvaro Dias em que ele anuncia que o Coronel assumiria a presidência e Nanci entrará no Podemos quando da oportunidade da janela partidária.

Ser deputada é obsessão de Nanci

Toda a movimentação de Nanci tem um só objetivo que se tornou obsessão: se eleger deputada. Nessa toada, joga também no time do prefeito Chico Brasileiro. Devemos lembrar que nas eleições de 2014, vendo que não teria chances, Nanci abriu mão para o então candidato Chico Brasileiro que acabou se elegendo deputado pelo PSD e agora é prefeito. Chico ficou com o compromisso de apoiá-la na próxima, como uma troca de favores.

Nanci se jogou nessa aventura disposta a fazer qualquer negócio e atropelar quem atravessar o seu caminho. Isso explica a tentativa desesperada na convenção do PDT para as eleições complementares em que ela enfrentou o ex-prefeito Paulo Mac Donald, querendo que ele e o seu grupo esquecessem toda a traição perpetrada por Chico Brasileiro e aprovassem a proposta de ela ser vice de Chico.

Paulo recusou chancelar Chico

Depois de ter a sua eleição anulada pelo TSE, Mac Donald sabia que a primeira opção de voto do eleitorado iguaçuense foi nele e as pesquisas mostravam que a segunda opção seria em Chico Brasileiro por ser mais conhecido e ter crescido em cima de um legado do próprio Paulo. Esquecer a trairagem de Chico e aprovar Nanci como vice dele seria um caminho fácil, mas Mac Donald também sabia que o seu grupo não teria vez e ainda estaria chancelando uma gestão fraca e desastrosa como tem sido a de Brasileiro.

Mesmo perdendo na convenção, Nanci se lançou a apoiar Chico que eleito vem dizendo a ela que vai apoiá-la a deputada estadual. Seria ela e talvez apenas mais um com apoio da máquina municipal. Nanci acredita piamente nisso e nos bastidores vem fazendo de tudo para minar possíveis concorrentes como Nilton Bobato, Inês Weizemann, Gilmar Piolla, Marcio Rosa e outros do grupo de Brasileiro.

Em mais uma de suas cartadas, Nanci articulou para que o Podemos fosse para as mãos de Jahnke, que prometeu todo o apoio a ela para deputada, frustrando o projeto do partido em lançar candidato próprio a deputado estadual no ano que vem.

Assim, joga nos três times: um tentáculo no Podemos; outro no grupo de Chico Brasileiro; e um terceiro tentáculo no PDT de Osmar Dias, que em recente encontro, na ausência de Mac Donald que está em viagem, anunciou Nanci como membro da direção estadual do partido, justamente para que ela seja candidata pelo PDT. Acompanharemos os próximos capítulos.

Fonte:

http://www.jtribunapopular.com.br/uploads/publicacoes/jornal-tribuna-popular-edicao-223-pdf.pdf   

Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br