Três pessoas foram presas por suspeita de estelionato em Foz | Tribuna Popular

Três pessoas foram presas por suspeita de estelionato em Foz

Data: 13/02/2020 - 01:02 | Categoria: Segurança |   Bookmark and Share

Eles vendiam títulos falsos de um Parque Aquático da cidade

Um cabo da Polícia Militar de Foz desconfiou quando três pessoas ofereceram para ele e para a mulher dele, um título de um parque aquático de Foz do Iguaçu, no valor de R$ 3.900,00.  Os dois homens e a mulher se apresentaram como representantes de vendas do parque.

O militar disse que teria interesse, mas poderia pagar apenas com o cartão. Enquanto os suspeitos foram buscar a “maquininha” para o pagamento eletrônico, a vítima entrou em contato com o parque aquático e perguntou se havia relação entre os vendedores e a empresa.

O representante da empresa informou que não havia nenhum vínculo e que a direção do parque já tinha inclusive procurado a polícia onde foram registrados dois boletins de ocorrência contra o trio de estelionatários identificados como sendo Francisco de Assis Santos Rodrigues, Kye Law e Matheus Felipe Ostermann de Oliveira.

Quando os supostos vendedores voltaram, o policial prendeu os três falsos vendedores e acionou o Pelotão de Choque da Polícia Militar.

Os suspeitos foram legados para a Delegacia de Polícia. No local, o representante legal da empresa afirmou que os contratos que estavam com eles não são oficiais e possuem assinaturas falsas. Além disso, o crachá usado pelos três, com o nome de um hotel, não tem relação com o parque, assim como os “vouchers” de cortesia que eles ofereciam às vítimas. Além disso, o valor cobrado está abaixo do valor real dos títulos do empreendimento de lazer.

Ainda na delegacia, um dos presos confessou a falsificação dos contratos.

Com informações do blog:

https://crisloosecompartilha.com/2020/02/12/tres-pessoas-foram-presas-por-suspeita-de-estelionato-em-foz-do-iguacu/    





Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br