Será que ser criminoso no Paraguai compensa? | Tribuna Popular

Será que ser criminoso no Paraguai compensa?

Data: 24/03/2020 - 02:03 | Categoria: Segurança |   Bookmark and Share

Juíza manda soltar cinco policiais que foram reconhecidos após roubarem 100 mil dólares

A juíza criminal de Garantias de Ciudad do Este, no Paraguai, juíza Cinthia Garcete Urunaga, ordenou a libertação imediata de cinco policiais da Policia Nacional que foram reconhecidos como autores de um assalto a mão armada de US $ 100.000. Os policiais ficaram presos menos de uma semana depois de fazerem o assalto a casa de estrangeiros na cidade de Presidente Franco.

Os policiais beneficiários da decisão judicial são os sargentos Pedro Cáceres Villalba, Vicente Cáceres Villalba, Joel Arriola Pesoa, Bonifacio Britos Benítez e Nery Marcelo Núñez, todos designados para a Polícia Motorizada.

Os policiais foram presos na tarde da última quarta-feira (18), após invadirem uma mansão localizada na Área 5, perímetro urbano da cidade de Presidente Franco, onde 15 taiwaneses moram. As vítimas relataram o roubo de US $ 100.000 dólares, sendo que as vítimas identificaram os policiais como autores do roubo. Um vídeo que viralizou na internet, onde os policiais escondiam o dinheiro roubado nas vestes.

Em sua resolução de nove páginas, a juíza Garcete Urunaga culpou indiretamente ao Ministério Público por um ato de negligência, ordenando a soltura dos policiais bandidos.

Segundo a juíza, os promotores Claudelina Corvalán e Alcides Giménez teriam apresentado a imputação fora do tempo. Além disso, ela ressalta que os cinco policiais foram entregues a justiça alem do prazo regimental.

Ainda a juíza Garcete Urunaga detalha em seu veredicto que os policiais bandidos foram presos as 14h:40min do dia 18 de março. Mas foram apresentados ao tribunal somente às 18h:08min do dia 19 de março, quando a legislação estabelece um prazo de 24 horas e o prazo extrapolou por três horas.

Embora a reclamação tenha sido registrada às 18h:03min do dia (20), quando o prazo era até 14h:40min (24 horas após a prisão), de acordo com resolução.

Os cinco policaiais bandidos foram libertados. Apesar de terem sido reconhecidos pelas próprias vítimas como autores do assalto à mão armada.

No mesmo processo, estão a oficial Karina Caballero e o Suboficial Alcides Moura, ambos do Departamento de Investigação Criminal. A mulher foi filmada enquanto escondia um pacote de dinheiro inicialmente na carteira, como não coube tudo acabou escondendo nas o dinheiro nas veste, sendo a tal ação era acompanhado pelo suboficial Alcides Moura.

O mais incrível é que o circuito fechado de monitoramento da mansão também foram roubados. (Com informações do ABC Color)





Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br