Policiais paraguaios teriam roubado dinheiro dos três jovens antes de executá-los | Tribuna Popular

Policiais paraguaios teriam roubado dinheiro dos três jovens antes de executá-los

Data: 14/01/2018 - 02:01 | Categoria: Segurança |   Bookmark and Share

Outra suspeita surgiu no triplo homicídio onde três jovens foram executados pela Policia Nacional do Paraguai. Segundo dados, os jovens teriam sido roubados momento antes de serem executados. Um dos policiais envolvidos tem inúmeros antecedentes de desvio de condutos, sendo uma delas no ano de 2012, teria seqüestrado e assaltado um turista brasileiro e no anos de 2014 teriam se apoderado de armas e drogas (cocaína) que estavam apreendidos na Delegacia de Ytakyry.

O crime aconteceu no final da manhã da ultima quinta-feira (11), no Km 11 da Ruta Acaray, a aproximadamente 1000 metros da Ruta VII, perimetro urbano de Ciudad Del Este.

Os mortos foram identificados como sendo Alexis Ortigosa (possuía mandado de prisão pelo crime de roubo), Charly David Vera Flores, de 24 anos e Saúl Benitez Rivas, de 20 anos de idade.

A história apresentada pelos policiais não condizem com a realidade, pois vizinhos teriam realizados fotos e vídeos que comprovam que a história apresentada pelos policiais seria mentirosa.

Outra coisa que intriga é que os jovens executados estavam se deslocando para uma escribania para formalizar a compra do automóvel e estariam em posse de aproximadamente G$ 33.000.000.00 (trinta e três milhões de guaranis) que teriam sumido.

Fotos: Vanguardia

Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br