Patrulha Maria da Penha registra mais de nove mil atendimentos em 2019 | Tribuna Popular

Patrulha Maria da Penha registra mais de nove mil atendimentos em 2019

Data: 06/11/2019 - 09:11 | Categoria: Local |   Bookmark and Share

Vereadora Anice Gazzaoui propõe audiência pública para debater na Câmara Municipal o combate à violência contra mulher em Foz do Iguaçu

Entre janeiro e outubro deste ano a Patrulha Maria da Penha registrou 9.195 visitas de fiscalização à mulheres vítimas de violência doméstica em Foz do Iguaçu. Mantido pela Guarda Municipal, o agrupamento realizou no período 58 prisões, sejam em flagrante, em cumprimento de mandados em aberto ou por descumprimento de medidas protetivas concedidas às vítimas pelo poder judiciário.

De acordo com dados do Centro de Referência e Atendimento à Mulher (CRAM), Foz do Iguaçu registrou no ano passado 1.200 casos de agressões contra mulheres. As ocorrências policiais ultrapassaram 4.700 casos e englobam ameaça, lesão corporal/violência doméstica e familiar, além de casos de injúria, furto qualificado e lesão corporal, estupro de vulnerável e estupro/atentado violento ao pudor.

Em relação ao feminicídio foram contabilizadas em 2018 seis tentativas de assassinato e uma morte. Já em 2019, já ocorreram ao menos dois assassinatos e uma tentativa.

Diante deste cenário preocupante e com objetivo de contribuir para o combate à violência contra a mulher na cidade, a vereadora Anice Gazzaoui convocou junto à Câmara Municipal de Foz do Iguaçu a realização de uma audiência pública voltada a debater o tema com participação do poder público, das forças de segurança e dos órgãos de proteção às vítimas.

"Tais dados não podem passar despercebidos pela sociedade e torna-se mister o debate para os mecanismos de prevenção sejam amplamente divulgados e medidas enérgicas sejam tomadas, a fim de reduzir, ou até mesmo eliminar, drasticamente esses índices", defendeu a parlamentar no requerimento aprovado por unanimidade dos vereadores da Casa de Leis. Após a aprovação do requerimento para realização da audiência, a do evento ainda será divulgada pela Câmara Municipal.

De acordo com a coordenadora da Patrulha Maria da Penha em Foz do Iguaçu, Iraci Pereira Conceição, o número de boletins por descumprimento de medida protetiva aumentou muito em 2019. "O que reflete a confiança que as mulheres estão tendo nos equipamentos. Depois que a Patrulha passou a atuar, elas passaram a se sentir mais seguras pra registrar esses descumprimentos", informou a guarda municipal.

Às mulheres que passam pelo problema, a orientação é para que denunciem os agressores. "Orientamos para que sempre façam a denúncia, seja pela violência ou pelo descumprimento da medida protetiva. Porque somente com os números reais conseguimos trabalhar e melhorar o atendimento no combate à violência contra a mulher. A denúncia é uma forma de parar as agressões. Porque se não houver denúncia, ela pode continuar, até acontecer algo muito pior. Como o ápice da violência, que é o feminicídio", alertou Iraci. O disk-denúncia da Patrulha Maria da Penha é o 153. As vítimas podem solicitar atendimento ainda pelos números 98401-6287 e 99997-4994.

Fonte:

http://www.jtribunapopular.com.br/uploads/publicacoes/jornal-tribuna-popular-edicao-269-pdf.pdf   





Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br