Padre paraguaio é afastado de suas funções após denúncia de relação sexual | Tribuna Popular

Padre paraguaio é afastado de suas funções após denúncia de relação sexual

Data: 21/06/2018 - 21:06 | Categoria: Internacional |   Bookmark and Share

O Arcebispo de Assunção, no Paraguai, Edmundo Valenzuela suspendeu o padre Mario Riveros, acusado de manter relações sexuais com uma pessoa adulta, na paróquia Virgen del Carmen, na cidade de Assunção. A suspensão é temporária até que se termine a investigação.

O padre Mario Riveros foi denunciado de infringir o 6º mandamento do catecismo da Igreja Católica, que é "não pecar contra a castidade" e segundo o arcebispo metropolitano de Assunção, a suspensão imediata teria sido assinada no dia 14 de junho de 2018, logo após se conheceu a denúncia realizada pelo padre Nelson Acosta, considerado vigário judicial.

O vigário judicial por sua vez informou que o padre hoje afastado Mario Riveros esta impedido de celebrar missa, entre outras atribuições até que termine as investigações pertinentes. Ainda informou que as investigações duram em média 60 dias.

Fonte e Foto: ABC Digital  

Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br