O mal atendimento é recorrente na gestão de Chico Brasileiro e Bobato | Tribuna Popular

O mal atendimento é recorrente na gestão de Chico Brasileiro e Bobato

Data: 07/02/2019 - 18:02 | Categoria: Saúde |   Bookmark and Share

Pessoas morrendo dentro das UPAS, outras dispensadas sem atendimento, sem contar as imensas filas de esperas

Embora os fatos que estão ocorrendo sejam graves, como falta de médicos, falta de remédios básicos, atendimento negligente e indiferença com o drama alheio, isso não é novo, já em 2015, uma comissão de vereadores foi criada para verificar as condições dos serviços prestados pela Unidade de Pronto Atendimento João Samek, do Pronto Atendimento do Morumbi, que ainda não era UPA e dos Postos de Saúde da cidade.

Na época a comissão foi formada por Gessani da Silva, Marino Garcia, Rudinei de Moura, Dilto Vitorassi, Anice Gazzaoui, Luiz Queiroga e Paulo Rocha. (Nenhum deles ocupa mais uma cadeira na Câmara de Vereadores, a maioria afastada por corrupção).

A comissão solicitada por Gessani da Silva, se justificava pelas constantes reclamações de falta de médicos, constatada por ele próprio, como declarou: "Eu estive visitando as unidades no decorrer da semana que passou e também no feriado e constatei a ausência de médicos para o atendimento à população. Na UPA teve dias que encontrei um médico apenas trabalhando e isso fortaleceu a denúncia da população. Por isso convoquei o trabalho da Comissão, a fim de levantarmos a situação e solicitarmos explicações aos responsáveis", disse Gessani da Silva...

GESTOR É DO RAMO

O que mais a população estranha, no entanto, é o fato de o atual prefeito, Francisco Lacerda Brasileiro, ser do ramo, dentista, já ter passado pela secretaria de saúde na gestão de Paulo MacDonald e deixar a população nesta difícil situação com inúmeras dificuldades no que diz respeito à atendimentos, marcação e realização de exames, hora e horas em filas esperando atendimento, inclusive crianças, para quais havia a promessa da construção do PAI, Pronto Atendimento Infantil, desde a época de MacDonald.

Enquanto espera um milagroso programa do novo Governo Federal, comandado pelo Capitão Jair Bolsonaro, as pessoas acamadas também estão abandonadas e sabe-se lá quando as equipes de atendimento básico começarão a visitar essas pobres pessoas, dependentes de tudo.

VEREADOR PEDIU ESCLARECIMENTOS

As reclamações são inúmeras, envolvendo superlotação, falta de atendimento, ausência de médicos, jogo de empurra e constrangimentos para a população que busca o sistema de saúde. Inclusive o vereador Kako, encaminhou ao Executivo no ano passado, questionamento sobre o número de médicos e a lista da equipe que teria trabalhado naquele dia na UPA (Valter Barbosa Cavalcanti) no bairro Morumbi, onde pacientes tiveram que esperar durante 10 horas para serem atendidos e não o foram, retornando para suas casas sem serem examinados por nenhum médico.

Fonte:

http://www.jtribunapopular.com.br/uploads/publicacoes/jornal-tribuna-popular-edicao-254-pdf.pdf   





Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br