Melqui diz que Túlio trouxe R$ 2 milhões para últimos dias da campanha de Reni | Tribuna Popular

Melqui diz que Túlio trouxe R$ 2 milhões para últimos dias da campanha de Reni

Data: 22/11/2016 - 22:11 | Categoria: Saúde |   Bookmark and Share

Delação premiada revelou detalhes de como funcionou o esquema financeiro na campanha do prefeito.

O ex-secretário Melquizedeque de Souza, principal operador do esquema de corrupção na prefeitura desmantelado na Operação Pecúlio, disse em delação premiada que o advogado Tulio Bandeira impulsionou a reta final da campanha de Reni Pereira (PSB) em 2012 com R$ 2 milhões. O dinheiro salvou a eleição pois devido ao alto custo de produção a campanha estava perdendo força e a ideia era ter recursos principalmente para a compra de votos por meio de contratação de pessoas para o dia da eleição.

Consta na delação de Melquizedeque: "Ocorreu que 15 dias antes da eleição, Reni queria jogar a toalha. Daí, como eles - Tulio e Reni - são da mesma cidade de Santo Antonio Sudoeste, o Tulio socorreu o Reni com o aporte de R$ 2 milhões". O ex-secretário disse também acreditar que esse valor pertencia, "verdadeiramente ao Casagrande (Edson Casagrande)" que era secretário de Assuntos Estratégicos do Governo do Estado, "mas por questões de querer pressionar Reni a pagar a dívida de campanha, "resolveram por relatar que o valor havia sido pego de um agiota".

Depois de assumir o cargo de prefeito, Reni passou a ser pressionado a cumprir os acordos, inclusive de arrumar meios de reembolsar grupo de Tulio. "Em algumas reuniões na Associação da Sanepar chegou a presenciar Reni conversando com Tulio, que acredita que tenho sido sobre isso, delineando a maneira como Tulio receberia de volta esse aporte", consta na delação de Melquizedeque.

Na formação da Fundação de Saúde para administração do Hospital Municipal, o grupo de Tulio pressionou Reni e conseguiu entrar. Um outro grupo, ligado a Odair Silveira (ex-secretário de saúde) acabou ficando fora. "Estava tudo certo para a equipe do Odair assumir, mas da noite para o dia, acabou ficando para o pessoal do Tulio", delatou Melquizedeque. No período de gestão do grupo no hospital surgiram denúncias de desvios de verbas de até R$ 1 milhão por mês.

BECKER TAMBÉM SOUBE

Outro operador do esquema de corrupção desvendado na Operação Pecúlio, o ex-secretário de Planejamento e gerente da Sanepar, Rodrigo Becker, também citou o dinheiro que teria sido determinante para a eleição de Reni em 2012. Revelou que "Tulio apareceu no final da campanha de Reni, tendo assumido o jurídico, havendo comentários de que teria trazido R$ 2 milhões para a campanha".

Becker afirmou que o esquema foi montado já na campanha de Reni Pereira/Ivone Barofaldi. "Foi esclarecido que em relação à campanha as pessoas que tratavam com dinheiro eram Tatiane Frankiv Gutierrez (Casa Civil), Giancarlo Schettini de Almeida Torres (então braço direito de Reni), Adoaldo Lenzi Junior, Marcio de Azevedo, Renato Mayer Bueno e Alexei da Costa Santos (contador e então presidente do PSB, partido de Reni)".

Fonte:

http://www.jtribunapopular.com.br/uploads/publicacoes/jornal-tribuna-popular-edicao-207-pdf.pdf   

Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br