Mãe de grávida de gêmeas que foi executada desabafa: “tanto que eu pedi pra ficar em casa” | Tribuna Popular

Mãe de grávida de gêmeas que foi executada desabafa: “tanto que eu pedi pra ficar em casa”

Data: 23/03/2020 - 16:03 | Categoria: Segurança |   Bookmark and Share

Na porta do Instituto Médico Legal de Foz, dona Fátima Masiero, conversou com a imprensa depois de reconhecer o corpo da filha Maria Cristina Masiero, de 20 anos de idade, que estava grávida de gêmeas.

Ela foi morta a tiros ao lado de outros três amigos no final da noite de ontem, domingo 23 de março de 2020, por volta de 23h:10min, na Rua Antonio Alves, cruzamento com a Rua João Vicente Chaves, no Bairro Cidade Nova.

Como mãe e vó a idosa desabafou "tanto que eu pedi pra ficar em casa", "sim eu falei mas não escuta a gente, a mães fala mas não escuta, o senhor sabe quem tem filho, não obedece a gente, ela não obedeceu".

Veja o desabafo:  

https://www.playnoticiasdefoz.com.br/video-mae-de-gravida-de-gemeas-que-foi-executada-desabafa-tanto-que-eu-pedi-pra-ficar-em-casa/   





Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br