Itaipu opera com carga máxima e ajuda Brasil e Paraguai a atender demanda recorde | Tribuna Popular

Itaipu opera com carga máxima e ajuda Brasil e Paraguai a atender demanda recorde

Data: 28/01/2019 - 17:01 | Categoria: Regional |   Bookmark and Share

Pico de consumo no lado brasileiro ocorreu na tarde da última quarta-feira 23 de janeiro de 2019, às 15h:55min, com demanda máxima de 89.114 MW. Calor de verão impulsiona a demanda, já no Paraguai, também registrou um novo recorde histórico nessa mesma quarta-feira, 5 minutos antes do evento brasileiro (às 15h:50min), com um consumo de 3.451 MW

O Brasil fechou a última semana com dois recordes sucessivos de consumo horário no Sistema Interligado Nacional (SIN). Isso quer dizer que nunca se consumiu tanta energia no País no mesmo horário. O pico foi na tarde de quarta-feira (23), com demanda máxima de 89.114 MW às 14h:55min – superando o recorde do dia anterior, às 15h:26min, de 87.489 MW. No mês de janeiro, foram quebrados quatro recordes históricos, de acordo com o Operador Nacional do Sistema ONS.

A Administração Nacional de Eletricidade (Ande), responsável pela operação do sistema no Paraguai, também registrou um novo recorde histórico nessa mesma quarta-feira, 5 minutos antes do evento brasileiro (às 15h:50min), com um consumo de 3.451 MW.

Nesse mesmo dia, também aconteceram dois novos recordes de suprimento da usina de Itaipu ao Paraguai. O recorde horário, com 3.035 MW às 16h, e o recorde diário, com 2.687 MW médios.

No momento dos recordes brasileiro e paraguaio, a usina de Itaipu operava com disponibilidade total das máquinas e carga máxima, cerca de 14.000 MW. Para isso, todas as 20 unidades geradoras estavam produzindo energia.

O diretor técnico executivo, Mauro Corbellini, explicou que a maior contribuição de Itaipu nessas condições de alto consumo é a capacidade da usina de entregar potência, ou seja, produzir muita energia num curto espaço de tempo.

Essa capacidade de Itaipu, acrescenta o diretor, ajuda o sistema elétrico a manter o equilíbrio entre consumo e produção. “Se o consumo superar a capacidade do País de entregar potência instantânea, e a frequência (60Hz no Brasil e 50Hz no Paraguai) cair de maneira relevante, poderia haver colapso no sistema. O papel de Itaipu é fundamental para que esse o equilíbrio seja mantido.”

Fatores

O superintendente de Operação, Celso Torino, disse que alguns fatores explicam o alto consumo nesta época do ano, tanto no Brasil, como no Paraguai. O calor de verão é o principal deles, fazendo com que a utilização dos aparelhos de ar condicionado se torne mais intensa.

Além disso, é nesta época do ano que os países retornam as atividades após o período de férias natalinas – especialmente, a indústria, comércio e escolas.

“Antigamente, no Brasil, o pico de consumo de energia era às 19h, quando a entrada da iluminação pública coincidia com o funcionamento do comércio, indústria e uso do chuveiro elétrico. Hoje, é por volta das 15h, porque a relevância não é mais da iluminação pública e sim do ar-condicionado”, comentou.

Fonte e Fotos: Itaipu Binacional  / Rubens Fraulini



Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br