Gilmar Piolla diz que eleição não será em março e confirma pré-candidatura | Tribuna Popular

Gilmar Piolla diz que eleição não será em março e confirma pré-candidatura

Data: 12/01/2017 - 03:01 | Categoria: Política |   Bookmark and Share

O jornalista Gilmar Piolla (PV) afirmou no último sábado (7) que não há condições de fazer nova eleição para prefeito de Foz do Iguaçu já em março como apontado pela jornalista Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo do dia 6. Piolla avalia que não há tempo hábil para a justiça eleitoral organizar uma eleição num tempo curto, em menos de três meses. "Não tem como fazer em março. Tem que dar tempo pra desincompatibilização partidária, convenções, registro dos candidatos e propaganda eleitoral", disse.

A expectativa de Piolla é para que a nova eleição seja confirmada para o final do primeiro semestre. "Agora é inviável. Os tribunais eleitorais estavam em recesso e retornaram nessa semana com as atividades normais. Não haveria tempo hábil. O calendário eleitoral não pode ser abreviado e eu estarei apto (a disputar a eleição)", disse Piolla, pré-candidato em uma nova disputa.

Piolla disse que com a candidatura confirmada, pretende fazer "uma campanha inteligente" que mobilize novamente toda a cidade. "Sou um candidato independente e não tenho compromisso com a política tradicional. Sou um gestor experiente, bem relacionado, com bons serviços prestados para Foz do Iguaçu", completa.

Sobre a nova prefeita interina

Quando a nova prefeita interina Inês Weizemann assumiu o cargo, Piolla se manifestou: "Meus cumprimentos à vereadora Inês Weizemann, que acaba de assumir, por meio de eleição indireta, como prefeita interina de Foz do Iguaçu até as novas eleições, a serem agendadas pela Justiça Eleitoral. Espero, com toda a franqueza, que ela nos surpreenda de forma positiva nesse período de interinidade".

Segundo Piolla, "o que vem acontecendo em Foz do Iguaçu é um exemplo claro da degeneração do nosso sistema político. Da falência da política tradicional. Acontece em menor ou maior escala na maioria dos municípios brasileiros. Mas, aqui, atingiu um grau de paroxismo extremo. Instituições estão contaminadas".

Para ele, "sem uma ruptura total com os esquemas e práticas existentes não será possível recuperar a moralidade e a capacidade de gestão da Prefeitura de Foz.

É preciso mudar radicalmente a forma de se fazer a política local e, sobretudo, a forma de se governar a cidade, resgatando princípios e valores perdidos, para que o interesse público volte a ser respeitado".

Na opinião de Piolla, os desafios são gigantescos, "mas haveremos de superá-los, com união, trabalho e comprometimento. Eu costumo dizer que a crise é uma oportunidade de virarmos a página e escrevermos uma nova história na vida da nossa cidade".

E finalizou: "A prefeita interina pode contar não só com a minha torcida favorável, como também com o meu apoio incondicional para colaborar, de forma construtiva e despretensiosa, no que for preciso, seja em caráter pessoal ou mobilizando as instituições da sociedade civil, das quais participo e represento como voluntário. Foz do Iguaçu sempre em primeiro lugar!" (Com informações de O Paraná)

Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br