Bobato descumpre a Lei de Acesso à Informação e esconde dados sobre “fila da Saúde” | Tribuna Popular

Bobato descumpre a Lei de Acesso à Informação e esconde dados sobre “fila da Saúde”

Data: 14/10/2019 - 12:10 | Categoria: Saúde |   Bookmark and Share

Jornal T Jornal Tribuna Popular solicitou dados relacionados à demanda reprimida de consultas e exames na cidade; pedido foi ignorado pelo vice-prefeito

O vice-prefeito Nilton Bobato (MDB) não respondeu ao questionamento feito pelo jornal Tribuna Popular sobre a atual realidade da "Fila da Saúde" de Foz do Iguaçu. O requerimento foi feito para produção de reportagem que noticiaria com dados novos o número de pessoas que se encontram à espera por consultas e exames ofertados à população via Secretaria Municipal de Saúde.

Com base na Lei de Acesso à Informação, a reportagem formalizou no último dia 21 de agosto de 2019 um requerimento para solicitar a realidade do serviço de agendamento de tais procedimentos na cidade.

Passado o prazo legal para apresentação da resposta, previsto em lei para ser atendido em até vinte dias, o jornal reiterou o requerimento.

No último dia três de outubro a reportagem solicitou uma explicação para a falta de transparência da gestão do vice-prefeito no comando da pasta. O novo pedido também foi ignorado.

A informação que Nilton Bobato insiste em esconder da população diz respeito à sua incompetência em resolver um dos principais problemas na área da Saúde pública local.

De acordo com reportagem deste jornal publicada no início do mês de julho deste ano, a fila de espera por consultas e exames em Foz do Iguaçu registrava até o dia 28 de junho 90.664 pedidos, sendo 66.865 de consultas e 23.799 de exames.

Para conseguir estes dados a reportagem teve acesso ao sistema de controle do programa RP Saúde. O software é responsável por informatizar o serviço dentro da secretaria. As informações foram repassadas em meados de junho por um servidor público da Prefeitura, que resolveu denunciar a situação de forma anônima.

Em 57% dos pedidos de atendimento analisados pelo jornal Tribuna Popular, os dados revelaram que a Secretaria de Saúde levaria mais de seis meses para agendar um novo procedimento. Já para 33% dos usuários, o tempo de espera seria maior que um ano. O levantamento revelou ainda que a pasta conseguiria atender 31% dos pedidos em até três meses. O sistema informou que a secretaria realizaria no mês de julho 9.471 agendamentos, o que representava à época 10% de uma demanda que não parou de crescer.

Fonte:

http://www.jtribunapopular.com.br/uploads/publicacoes/jornal-tribuna-popular-edicao-268-pdf.pdf   





Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br