Associação espalha outdoors: “governador, cadê o delegado?” | Tribuna Popular

Associação espalha outdoors: “governador, cadê o delegado?”

Data: 08/02/2018 - 17:02 | Categoria: Regional |   Bookmark and Share

A Associação dos Delegados do Paraná (Adepol) começou, na última semana, a instalar outdoors, com o objetivo de cobrar o governo do estado a nomear novos delegados. Realizado em 2013, o concurso público vence em abril – daqui a dois meses. No total, 150 aprovados no concurso aguardam nomeação. Por outro lado, o Paraná tem cerca de 270 cidades sem nenhum delegado.

Os painéis trazem em destaque a pergunta: “Governador, cadê o delegado?”. Além de fazer alusão à falta do profissional em delegacias do estado, os outdoors também afirmam que “o Paraná não está seguro”. No ano passado, a Adepol já havia feito uma campanha semelhante e chegou a ingressar como uma ação judicial para exigir a nomeação dos aprovados em concurso.

Entre os casos mais graves causados pela defasagem profissional estão o de 15 delegacias especializadas que funcionam sem delegados – inclusive unidades como Delegacia da Mulher e Delegacia do Adolescente. Além disso, nove cidades que são sedes de comarca – microrregião com estrutura judiciária – também estão sem delegados somente em Curitiba.

Quantos devem ser nomeados?

O jornal Gazeta do Povo apurou que, na última semana, o Comitê de Política Salarial do governo do estado se reuniu e apontou que apenas 20 dos aprovados em concurso devem ser nomeados. Este parecer agora deve ser encaminhado ao governador Beto Richa (PSDB) – que pode acatar o número apontado pela comissão ou revisá-lo. Em janeiro, em matéria publicada pela Agência Estadual de Notícias (AEN) – órgão oficial de comunicação do governo do Paraná – Richa havia dito que contrataria 40 delegados.

Desde o início da vigência do atual concurso – 2013 – o governo do Paraná contratou 122 delegados. Um levantamento da Adepol aponta que só no ano passado houve 66 baixas no efetivo, decorrentes de aposentadorias, exonerações ou falecimentos. Além disso, em junho do ano passado, havia 165 servidores aptos a se aposentar – o que pode ampliar o número se delegados venham a se desligar neste ano.

“O governador Beto Richa está completando oito anos de mandato sem sequer repor o quadro defasado da Polícia Civil, muito menos aumento real do efetivo. Quem sofre diretamente com esse descaso é a população que tem a percepção de que os crimes e delitos nunca são solucionados, ainda que os servidores se esforcem diariamente para superar as faltas de condições”, disse o presidente da Adepol, João Ricardo Képes Noronha.

Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br