Anticristãos no comando da prefeitura de Foz estariam mirando retaliações a Igreja? | Tribuna Popular

Anticristãos no comando da prefeitura de Foz estariam mirando retaliações a Igreja?

Data: 11/07/2018 - 18:07 | Categoria: Política |   Bookmark and Share

Após quase dois anos passados da eleição vencida por Chico Brasileiro e Nilton Bobato em Foz do Iguaçu, as coisas agora começam a tomar forma e alguns setores da administração começam a colocar as garras de fora, mostrando um lado sombrio do comunismo típico em gestão publica já provada em varias partes do Brasil e na América do Sul. Prova disso estaria na criação da Secretaria de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, que seria preparada estrategicamente para a primeira dama Rosa Maria Jeronimo comandar.

Neste caso, o grupo que detém essa ala administrativa na prefeitura, misturada com a Fundação Cultural, tendo um de seus comandantes maiores, o vice prefeito, estariam começando a armar estratégias para barrar e instaurar uma possível perseguição à igreja de Jesus Cristo na cidade.

No dia 11 de julho, a primeira dama e secretária de Direitos Humanos convidou toda comunidade e claro grupos LGBT´s e simpatizantes para estarem em ato publico simbólico, e comemorarem a regulamentação da Lei Municipal 2.718/02 de Combate a Homofobia.

O evento será na Fundação Cultural, com apresentações “artísticas” na Praça da Paz antes. Claro, tudo pago com dinheiro do contribuinte, inclusive com convite ao vivo na rádio em que a prefeitura tem programa aos sábados, feito de forma insistente pelo prefeito Chico Brasileiro.

Como se não bastasse tamanha afronta, esse convite só foi distribuído em redes sociais um dia após o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Tófoli, ter dado parecer contrario à Lei contra a Ideologia de Gênero, aprovada em Foz pela Câmara de Vereadores tendo apenas um voto contrario do vereador Marcio Rosa.

Lei essa que ferrenhamente foi combatida pelo grupo comunista na prefeitura e defensores da “liberdade de expressão” na cidade como LGBT´s, APP Sindicato e alguns professores de universidades públicas, etc. Não contentes, agora parece que deram inicio uma possível caças às bruxas, ou seria caça aos cristãos?

Estratégia seria perseguição visando o possível fechamento das igrejas?

Se depender da Lei como está, isso seria possível sim. Mesmo sendo válida, a Lei 2.718/02 que trata do combate a homofobia é extremamente perigosa e coloca em risco a liberdade de pastores, padres, ministros, ou seja, todo e qualquer pregador do Evangelho falar da verdade da Palavra de Deus.

Além disso, segundo o projeto após recebidas as denuncias, representantes de Direitos Humanos, após processo instaurado e a culpa do denunciado ser confirmada, recomenda-se a prefeitura multar, cassar o alvará e CNPJ ou até mesmo fechar igrejas permanentemente na cidade.

Só temos que lembrar ao amigo leitor, que o vice prefeito Nilton Bobado, do partido comunista (PCdoB), realizou audiência publica na Câmara de Foz para grupos LGBT´s, simpatizantes e etc, quando ainda era vereador.

O vice prefeito não nega e já declarou publicamente ser ateu e um defensor da “liberdade” de pensamento, sexual e outras ideologias. Segundo a Lei, em seu artigo 1, “Será punida, nos termos desta Lei, toda manifestação atentatória ou discriminatória praticada contra cidadão homossexual, bissexual ou transgênero”.

No artigo 2, inciso I, o texto diz “praticar qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica;”, esse filosófica se enquadra na fé cristã e aí está um dos perigos.

No artigo 3 segue o texto, “São passíveis de punição o cidadão, inclusive os detentores de função pública, e toda organização social ou empresa, com ou sem fins lucrativos, de caráter privado ou público, instaladas neste Município, que intentar contra o que dispõe esta Lei”. Ou seja, igrejas.

No artigo 6 está as penalidades e aí sim vem a pior parte veja: “Art. 6º As penalidades aplicáveis aos que praticarem atos de discriminação ou qualquer outro ato atentatório aos direitos e garantias fundamentais da pessoa humana serão as seguintes:

I - advertência;

II - multa de cem Unidades Fiscais de Foz do Iguaçu - UFFI;

III - multa de duzentas UFFI, em caso de reincidência;

IV - suspensão do alvará de funcionamento por trinta dias;

V - cassação da licença municipal para funcionamento.

Dentro desses tópicos destacados aqui, cada padre, pastor, pregador da Palavra de Deus que por acaso estiver pregando e um casal gay por exemplo, ou uma pessoa se sentir discriminada com a pregação, poderá entrar com processo contra esse pregador e a igreja. E neste contexto que vivemos hoje, quem nos garante que por interesses sombrios simpatizantes e membros de grupos assim não freqüentariam cultos e missas só com este propósito?

Por isso é necessário convocar os vereadores cristãos na Câmara, as lideranças eclesiásticas e comunidade como um todo, e cobrarem mudanças nessa Lei ou até mesmo a revogação dela.

O Jornal Novo Tempo é contra todo e qualquer tipo de preconceito, humilhação, difamação, entre outras. Porém, é um jornal cristão e prima pelos preceitos regidos pela Biblia Sagrada que é a Palavra de Deus que tem a Ideologia de Gênesis como norte.

Fonte:

http://www.jtribunapopular.com.br/uploads/publicacoes/jornal-tribuna-popular-edicao-237-pdf.pdf   

Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br