Ação integrada desmonta criadouro clandestino de pássaros exóticos na fronteira | Tribuna Popular

Ação integrada desmonta criadouro clandestino de pássaros exóticos na fronteira

Data: 12/03/2019 - 13:03 | Categoria: Segurança |   Bookmark and Share

Uma ação integrada por policiais federais da Delegacia da Policia Federal de Foz do Iguaçu, fiscais do ICMBio e do IAPAR, além de membros da Força Nacional de Segurança Pública, desmontaram na tarde de ontem, segunda-feira 11 de março de 2019, no distrito de Alto Faradai, município de Capanema/PR, um criadouro clandestino de pássaros que operava numa propriedade rural daquela localidade.

O criadouro, o maior já encontrado em toda a região, tinha mais de 300 aves, dentre elas 10 pássaros silvestres de espécies ameaçadas de extinção. Os animais eram criados para fins comerciais e apresentavam indícios de maus tratos, visto que ali não eram tomados os devidos cuidados sanitários e higiênicos, além de estarem alojados precariamente. No criadouro havia alguns espécimes mortos.

Ao perceber a chegada da equipe policial e ambiental, um homem de 53 anos apontado como sendo o proprietário do lugar fugiu, tomando rumo ignorado, mas responderá a Inquérito Policial pelos crimes de maus tratos e tráfico de animais.

Também foram encontradas e apreendidas aproximadamente 60 gaiolas e armadilhas para captura de pássaros.

Diante dos fatos, os fiscais do Instituto Chico Mendes (ICMBio) multaram a propriedade em 45 mil reais e a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR) também autuou a propriedade pela falta de condições sanitárias do criadouro clandestino que foi interditado.

As espécies silvestres identificadas como Trinca-Ferros, Pintassilgos, Cardeais e Azulões foram encaminhadas ao zoológico da Faculdade de Veterinária da UNISEP, em Dois Vizinhos/PR.

A Polícia Ambiental também foi acionada para autuar a propriedade e prestar apoio na retirada dos pássaros.

Essa é mais uma ação na Fronteira Sudoeste executada conjuntamente pela Policia Federal, ICMBIO e Força Nacional.



Atenção

A reprodução das fotos do Portal de Notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida por lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br